Conheça 4 situações em que fazer um empréstimo é recomendado

Pensar em fazer um empréstimo pode ser algo assustador para algumas pessoas. Contudo, é importante saber que, muitas vezes, fazê-lo pode resolver os seus problemas financeiros e evitar que as dívidas fiquem ainda maiores, devido aos juros.

Ao adquirir um empréstimo pessoal, é possível conseguir boas condições de pagamento, juros mais baixos e mensalidades que cabem no seu bolso. Assim, você conseguirá quitar as outras dívidas, que cobram juros altos e pagar tudo em pequenas parcelas.

Porém, antes de sair e fazer um empréstimo, é necessário saber se você realmente precisa de um. Veja situações em que fazer um empréstimo é recomendado.

  1. Pagou apenas o mínimo do cartão? Você precisa fazer um empréstimo

Uma das dívidas com juros mais altos é o do cartão de crédito. Há casos de passar de 10% de juros ao mês, ou seja, em pouco tempo você pode ficar com um grande problema financeiro. Afinal, ao pagar apenas o mínimo e deixar o restante para o mês seguinte, você paga juros. Se no mês seguinte você não conseguir pagar tudo novamente, vai pagar juros em cima dos juros.

Assim, a dívida, ao invés de diminuir, tende a aumentar. Se isso está acontecendo com você, é hora de fazer um empréstimo. Veja tudo o que deve e empreste o valor normal, com juros menores e parcelas que cabem no bolso.

  1. A conta vive no vermelho

Se a sua conta está no vermelho, ou seja, se você entrou no cheque especial, é hora de pensar em fazer um empréstimo. Claro que, vez ou outra, pode acontecer de passar um ou dois dias no vermelho. Afinal, emergências acontecem.

Contudo, quando essa prática é constante, você acaba pagando muito juros. Afinal, assim como acontece com o cartão de crédito, os juros do cheque especial são muito altos e podem fazer a sua dívida crescer muito.

Caso esteja no vermelho e não tenha previsão de sair dele, procure por um empréstimo pessoal. Pesquise os juros, escolha um mais baixo e parcele o que precisa. Faça isso o quanto antes, para evitar o cheque especial.

  1. Contas atrasadas

Não está conseguindo pagar o aluguel? Atrasou a conta de água, luz e telefone? Tudo isso tem multa e juros. Sem contar que você pode ter o serviço desligado e até sofrer uma ordem de despejo. Não deixe que isso aconteça.

Reveja seu orçamento doméstico, identifique quais despesas podem ser cortadas e quanto você poderá pagar por mês de empréstimo. Depois disso, faça uma boa pesquisa para ver qual financeira oferece as melhores condições para você. Um empréstimo pessoal ajudará a pagar o que está atrasado, evita transtornos e permite que você pague as mensalidades de acordo com o seu orçamento.

  1. Despesa de emergência

Ninguém sabe quando terá uma emergência na família, e nem sempre o valor em dinheiro que você tem guardado é suficiente para pagar a conta. Seja um médico, uma viagem de urgência ou até um tratamento mais caro no dentista, você pode precisar de dinheiro extra. Um empréstimo vai ajudar a quitar a despesa e pagar em parcelas.

Descobriu que está precisando de empréstimo? Então entre em contato conosco e faça uma simulação.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *